Select Page

captura-de-tela-2016-11-02-as-12-34-47

“Projeto extensionista “Cartografias Emergentes” é premiado como “Destaque de Extensão” na semana do conhecimento da UFMG

Dia 21/10, foi divulgada a lista dos trabalhos de extensão premiados na categoria “destaque da extensão” e o Grupo de Pesquisa Indisciplinar teve a honra constar como um dos nomeados. A premiação final ocorrerá nesta tarde.
O trabalho selecionado diz respeito ao nosso projeto de extensão “Cartografias Emergentes”, por meio qual nossos pesquisadores, alunos de pós-graduação e graduação, atuando conjuntamente com parceiros dentro e fora da universidade em ações de mapeamento e incidência política, estudam, investigam e agem em diferentes frentes territoriais na cidade de Belo Horizonte. O reconhecimento da importância deste trabalho é uma homenagem a um trabalho de extensão que só se faz possível em rede e, por isso, agradecemos deste já às Brigadas Populares , MLB – Minas Geraiscom Leonardo Pericles VieiraAuditoria Cidadã da Dívida com Eulália Alvarenga, Cultura de Rua e Real da Rua com Kroif Dme MBelô Ludmilla Zago Joanna A. Ladeira dentre outros ativistas e coletivos de lutas.

Entre as frentes de ação desenvolvidas, destacamos quatro:

(i) “Natureza Urbana”: frente que vem atuando desde 2012, junto a diversos movimentos ambientais diversas ações ligadas primeiro à luta do movimento Fica Ficus , e depois à formação da RedeVerde que inclui diversas ações junto ao movimento pela criação do Parque Jardim América. Neste sentido foi realizado um TCC e também vem sendo desenvolvida uma cartografia sobre o conflito em conjunto à tese do pesquisador doutorando Joviano Mayer (orientado pela Professora Natacha RenaRena), que faz parte do Grupo de Trabalho Jurídico do movimento. Atualmente esta frente de ação NATUREZA URBANA se tornou um projeto do IndLab. Além da realização de eventos culturais como o @VAC – Verão Arte Contemporânea, cujo tema em 2016 foi Natureza Urbana e a Produção do Comum – VAC 2016 . O evento deu início oficial ao “Parque das ocupações”, projeto de ação micropolítica com objetivo de reconhecer a área verde que circunda as ocupações do Barreiro como área de parque, por meio da cartografia do território e dos desejos da população. Esse projeto vem sendo desenvolvido em parceria com o Movimento de Luta Bairros e Favelas (MLB). As ações desenvolvidas nessa frente integram as pesquisas do grupo, e as disciplinas ofertadas pela Prof. Marcela Silviano Brandão Lopes , que coordena o projeto junto com a Prof. Luciana Souza Bragança , orientadora da frente de ação.
http://naturezaurbana.indisciplinar.com/parque-das-ocupaco…/

(ii) “Izidora”: projeto de ação micro e macropolítico do conflito na região da Izidora, por meio do mapeamento jurídico-urbanístico do conflito, acompanhamento das tratativas de negociação como membros da rede Resiste Izidora e atuação contínua na rede de resistência colaborando com as atividades de comunicação e de elaboração de materiais técnicos. Esse projeto é desenvolvido em parceria com a rede Resiste Izidora, sobretudo as Brigadas Populares. As ações desenvolvidas nessa frente entregam as atividades de pesquisa de doutorado de Júlia Ávila Franzoni orientada pela Professora Miracy do grupo de pesquisa Cidade e Alteridade e co-orientada por Natacha Rena. http://oucbh.indisciplinar.com/?page_id=696

(iii) “Zona Cultural”: projeto de ação micro e macro política na área referente à Zona Cultural (ZC) na área central do município de BH, com objetivo de contribuir com a produção de informação critica que subsidie futura construção de um Plano Diretor para região. O Indisciplinar integra o Conselho Zona Cultural Praça da Estação de vem desenvolvimento ações como mapeamento de vazios (imóveis e edificações) de área central, mapeamento histórico dos equipamentos públicos da área, levamento das diversas demandas sociais para região e produção de material para formação dos demais conselheiros. Além da pesquisa de mestrado de Paula Bruzzi Berquó – A Ocupação e a produção de espaços biopotentes em Belo Horizonte: entre rastros e emergências – orientada pela professora Natacha Rena 9http://blog.indisciplinar.com/dissertacoes/) , que realizou uma cartografia sobre o território e suas múltiplas linhas de força, essa frente de ação também desembocou numa pesquisa denominada – Cartografias Emergentes da Cultura BH (https://drive.google.com/…/0B7X1-JNexXRaU3pJOVdaRUhLR0U/view). Essa é uma frente de ação orientada pela Professora Natacha Rena e desenvolvido em parceria com a Real da Rual e a Cultura de Rua, contando com a co-orientação do pesquisador e membro do conselho consultivo Felipe Soares que também faz parte do Indisciplinar e do Cidade e Alteridade. http://culturaeterritorio.indisciplinar.com/?page_id=67

(iv) “PBH Ativos”: projeto de ação micro e macropolítico de cartografia da economia política e institucional da empresa PBH Ativos S/A com o objetivo de investigar, mapear e produzir informações técnicas a respeito dos impactos que a gestão e o funcionamento dessa empresa terão no território e no direito à cidade. Esse projeto é desenvolvido em parceria com a Auditoria Cidadã da Dívida-MG e com as Brigadas Populares, co-orientado pelo doutorando Thiago Canettieri e pelo Prof. Daniel Medeiros de Freitas . http://oucbh.indisciplinar.com/?page_id=1214

Também foram ressaltadas ações desenvolvidas junto ao projeto Artesanias do Comum , na disciplina Arquitetura Desobediente, ministrada pela Prof. Marcela Silviano Brandão, que foi desenvolvida em articulação com as necessidades identificadas na  Casa de Referência da Mulher Tina Martins . O grupo extensionista atuou em atividades como workshops de marcenaria e de experimentação em bambu, assim como da “Feira de tudo”, que acontece mensalmente na Escola de Arquitetura, realizando bazares cujo lucro foi revertido num mutirão, que aconteceu ao final da disciplina, e também na construção de objetos projetados durante a disciplina.

O “Cartografias Emergentes” é coordenado pela Profª Natacha Rena e co-orientado pelas Profªs Marcela Brandão e Julia Franzoni e pelo professor Marcelo Maia . A aluna bolsista Marília Pimenta foi a responsável pela apresentação do projeto que tem como co-autores também os alunos Daniela Faria, Brenda Castro, Lucca Mezzacapa, Mariana Bubantz e Gabriela Tavares. Demais pesquisadores de pós graduação envolvidos: Thiago Canettieri, Felipe Soares e Joviano Mayer.

Links para os banners apresentados durante a Semana do conhecimento:

josi: https://drive.google.com/open?id=0B_zhstX_h6-OdEJ3QW1oZS03Nms
lucca: https://drive.google.com/open?id=0B_zhstX_h6-Oalo0eGlhVGh5OFk
mariana: https://drive.google.com/open?id=0B_zhstX_h6-OdFFybEhLN2ZLWnM
marília: https://drive.google.com/open?id=0B_zhstX_h6-OR2VabGYtUXFxNW8

Resumo de 4000 caracteres: https://docs.google.com/…/1clrxH_BbWUj1yqfaUuXoogL6W8D…/edit#
Apresentação: https://docs.google.com/…/1MME19suLqAiJNuGQ1uAkoe1xb0…/edit…

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com