Select Page

A pesquisadora do Indisciplinar (EAUFMG) e do GEPSA (UFOP) participou, no dia 15/06, conjuntamente com o prof. Klemens Laschefski (GESTA/IGC/UFMG), na Escola de Arquitetura da UFMG, de uma discussão que envolve o rompimento da barragem de Fundão, em Mariana, que provocou e provoca graves consequências – sociais, econômicas, ambientais, físicas, culturais e psicológicas – nos modos de vida das comunidades atingidas.

Para ler o ensaio escrito pela pesquisadora, com o título “Rompimento Inventariado: de encontros, afetos e paixões”, clique aqui.