Select Page
Indisciplinar convida para defesa de tese “MORADORES DE RUA E PRODUÇÃO DO ESPAÇO URBANO: análise sobre Bogotá e Belo Horizonte sob uma perspectiva genealógica” da nossa Professora e pesquisadora Karine Gonçalves Carneiro. A pesquisa de doutorado foi orientada pela Professora Cristina Almeida Cunha Filgueiras, da PUC-Minas e a comissão examinadora conta com a presença da Professora Doutora e líder do Indisciplinar, Natacha Rena, a Professora Doutora, coordenadora do Grupo de Pesquisa Cidade e Alteridade, Miracy Barbosa Gustin, o Professor Doutor Renarde Freire Nobre da UFMG, a Professora Doutora Candice Vidal e Souza da PUC Minas e a Professora Doutora Regina de Paula Medeiros da PUC Minas.

DIA/HORA: 25/04/2016, 2ª feira, com início às 14:00 horas

LOCAL: Av. Itaú, 505 – 4º andar – Bairro Dom Cabral – Tel.: 3411- 5162
 capa completa
Resumo da tese:
Através de um procedimento genealógico nos moldes foucaultianos atrelado a uma pesquisa de campo alicerçada na etnografia, esta tese busca identificar e analisar os mecanismos, estratégias e táticas de poder/saber que interferem ou atuam, no âmbito das intervenções sobre o urbano em função do planejamento público, sobre os modos de vida dos moradores de rua nas cidades de Belo Horizonte, no Brasil, e de Bogotá, na Colômbia, no que concerne às suas relações com os espaços públicos da cidade. Nessa perspectiva, a intenção foi a de conduzir um olhar para o espaço urbano a partir de corpos e pessoas compreendidos, não como problemas, mas como parte de conflitos, embates, pertencimentos, estratégias, formas de sujeição, exclusões e regimes de verdade numa trama cotidiana produtora de saberes e espaços outros. Para isso, a partir do próprio dia a dia experimentado pelos moradores de rua e pelo histórico das lutas que os envolvem, buscou-se vislumbrar os jogos de poderes e saberes dos quais essas pessoas fazem parte no intuito de atingir uma maneira de se pensar o urbanismo e a produção do espaço de forma crítica. Como resultado foram  identificados: os mecanismos, estratégias e táticas de poderes/saberes que ao longo do tempo têm permeado a vida dos que moram nas ruas;  as formas como, na atualidade, o neoliberalismo – principalmente por meio do empreendedorismo urbano – tem provocado alterações nos papéis dos envolvidos na produção do espaço; que termos historicamente atrelados à teoria e à prática do planejamento urbano, tais como espaço público e espaço privado, não têm dado conta de lidar com as nuances que envolvem determinados modos de vida, principalmente os dos moradores de rua.
Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com